Você realmente sabe qual é o papel do síndico no condomínio?

Você realmente sabe qual é o papel do síndico no condomínio?
Você realmente sabe qual é o papel do síndico no condomínio?

O síndico tem um papel fundamental no condomínio que é o de zelar pelos espaços em comum e conciliar todos os interesses dos moradores de maneira eficiente e com o mínimo de recurso possível. 

Para ocupar essa função, é desejável que seja uma pessoa muito organizada, com bom relacionamento interpessoal, que tenha perfil conciliador, seja um bom comunicador e tenha conhecimento sobre questões condominiais. Precisa agir com determinação, imparcialidade e proatividade para estar sempre à frente das necessidades, problemas e conflitos. 

O artigo 1.348 do atual Código Civil determina as funções básicas do síndico. Entre as suas obrigações aparecem, principalmente, a convocação de assembleias, a cobrança das contribuições condominiais, a prestação de contas anual e a contratação de seguro para o condomínio. 

Já o artigo 22 da Lei 4.591/64 preserva os direitos e deveres do dirigente condominial, podendo ser este tanto pessoa física quanto jurídica, como é o caso das administradoras de condomínios. A partir daí, serão os regulamentos internos os balizadores de cada condomínio para destacar as responsabilidades que não infrinjam as outras leis sobre o assunto. 

Para entender um pouco mais detalhadamente o papel do síndico no condomínio, discorremos sobre as suas funções principais. 

É papel do síndico administrar as despesas e o planejamento financeiro do condomínio e prestar conta aos moradores com transparência.

Todas as despesas básicas que o condomínio tem ou precisará ter para sanar algum problema ou implementar alguma melhoria devem ser planejadas estrategicamente e aprovadas entre os condôminos. 

É muito importante que o síndico seja muito transparente e preste contas detalhadamente sobre todos os gastos. Quanto mais informações ele mostrar sobre como o dinheiro recolhido está sendo usado e retornado para os próprios moradores, maior será a confiança e respeito por ele. 

Ebook - Dicas para manter uma boa convivência em condomínio

É papel do síndico realizar assembleias entre os condôminos e manter comunicação constante

O condomínio é patrimônio de todos, portanto, o síndico precisa sempre comunicar todas as decisões que estão sendo tomadas, sejam elas a respeito de obras de manutenção, novas contratações, atualização das políticas de convivência do condomínio, etc. 

Por isso, a realização de assembleias com os condôminos é muito importante, pois nessas reuniões o síndico poderá apresentar os relatórios de gastos do condomínio, propor ações, realizar votações para decidir sobre o que deve e o que não deve ser feito etc.

O síndico tem o dever de divulgar dia e horário das assembleias para que todos os condôminos estejam cientes. Para isso, é recomendável que ele use todas as ferramentas de comunicação disponíveis como e-mails, fixação de cartazes nas áreas comuns, notificações no aplicativo do condomínio, etc. 

Outra obrigação do síndico é compartilhar com todos os condôminos a pauta da reunião e depois a ata com todos os pontos discutidos para que, a partir disso, ele também possa compartilhar o andamento das medidas a serem tomadas.

É papel do síndico dedicar-se à proteção e preservação das áreas comuns

O síndico deve prestar atenção às áreas comuns para identificar qualquer dano ou necessidade de manutenção corretiva, além de garantir que a manutenção preventiva esteja sempre em dia. 

Desse modo, áreas como piscina, lavanderia, garagem, salão de festas e academia devem estar sempre em excelente estado para que todos os condôminos usufruam daquilo que pagam todos os meses.

É papel do síndico garantir que os moradores cumpram suas obrigações

O síndico deve fazer com que os moradores cumpram suas obrigações como pagar as taxas em dia, preservar as áreas em comum sempre mantendo os espaços limpos e íntegros. Em caso de ruídos extremos fora do horário permitido, ele poderá intervir sempre cuidando para o bem-estar comum. 

Por exemplo, um morador utiliza o salão de festas para uma celebração particular e devolve o lugar sujo e com parte do mobiliário danificado, então, o síndico deverá correr atrás para que os prejuízos sejam reparados.

Nos casos em que condôminos causem perturbação aos demais, o síndico deverá tomar as devidas providências como conversas informais para alertar sobre o problema, enviar advertências, multas ou até conseguir a expulsão (em casos mais extremos) de quem está prejudicando a boa convivência.

Implemente o Sistema Individual de Medição de Gás no seu condomínio: Mais economia e controle

Receba nossa
Newsletter: