Coronavírus (Covid-19): o que fazer se algum morador testar positivo?

Coronavírus (Covid-19): o que fazer se algum morador testar positivo?

A Pandemia de COVID-19, doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, já atingiu mais de 5 milhões de pessoas no mundo todo e causou mais de 23.000 mortes só aqui no Brasil até a data deste post, por isso, os síndicos devem estar preparados e bem informados para o caso de algum morador testar positivo.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80% dos pacientes infectados podem não apresentar sintoma algum e 20% dos casos pode precisar de algum atendimento hospitalar, em que 5% pode precisar de tratamento mais intensivo para insuficiência respiratória. 

No portal do Ministério da Saúde você encontra todas as informações detalhadas sobre a doença. 

Medidas de prevenção nos condomínios

Por se tratar de uma variação do vírus SARS até então desconhecida, ainda não há tratamento ou vacina para o coronavírus, por isso, a principal medida de prevenção é evitar aglomerações para que a pandemia comece a se estabilizar.

Portanto, o síndico precisa estipular novas regras ao condomínio e conscientizar todos os moradores, sobre a importância de manter o isolamento social. Algumas medidas que devem ser tomadas e mantidas até que o contágio do vírus seja dissipado:

  • Reuniões condominiais presenciais devem ser suspensas;
  • Qualquer  reunião também deve ser proibida dentro do prédio;
  • Espaços de uso coletivo (churrasqueira, salão de festas, piscinas, quadras, salões de jogos, playground, etc) devem ser mantidos fechados;
  • O envio de comunicados sobre as medidas de prevenção, número de moradores infectados (se houver) e outras decisões devem ser intensificados para que todos estejam a par dos acontecimentos;
  • Instalação de dispenser com álcool em gel perto dos elevadores e corredores para higienização das mãos;
  • Sempre vale reforçar por meio do WhatsApp e outros canais usados pelo condomínio as dicas de higiene, os cuidados aos receber encomendas e deliveries, a importância de evitar receber visitas e maneiras de prevenir a doença ao chegar da rua;
  • Funcionários deverão ter suas temperaturas medidas diariamente, usar máscaras e trabalhar distantes uns dos outros;
  • Sugerir ações de gentileza para ajudar os idosos com as compras do dia a dia evitando que esse grupo precise sair de casa;
  • O síndico deve acompanhar constantemente as notícias a respeito da pandemia para sempre atualizar as medidas de proteção de acordo com as recomendações da OMS.

O que fazer se algum morador testar positivo para o coronavírus?

Quando um morador testar positivo para o coronavírus, ele deve imediatamente avisar o síndico para que ele intensifique as medidas de prevenção e cuide para que a doença não se espalhe no condomínio. 

Algumas medidas urgentes que o síndico precisará tomar:

  • Comunicar tanto os funcionários quanto aos condôminos que há caso registrado e comprovado no condomínio (em hipótese alguma, o síndico deve revelar o nome do morador infectado);
  • Suspender serviços como limpeza, arrumação, lavagem de carro, recreação e cuidados infantis, pet care e personal trainer (caso ainda não estejam suspensos);
  • Acompanhar a evolução do quadro do morador infectado e dar o suporte necessário para a família;
  • Intensificar as ações de prevenção: medição de temperatura dos moradores e visitantes,  processos de higiene, limpeza e proibição de circulação dos espaços coletivos; 
  • Alertar constantemente os condôminos a respeito dos sintomas do COVID-19 e pedir que informem o síndico caso apresentem qualquer suspeita.

Quais são os sintomas do COVID-19

Apesar de não se falar em outra coisa, sempre é bom relembrarmos que os sintomas da COVID-19 podem ser muitos semelhantes aos de um resfriado ou até mesmo de uma pneumonia severa. As características mais comuns nos pacientes infectados são:

  • Tosse
  • Febre 
  • Coriza 
  • Dor de garganta
  • Alteração no paladar
  • Dificuldade para respirar

Caso algum morador relate um desses sintomas, peça para que ele se mantenha completamente isolado dentro de casa e, caso perceba alguma piora, procure um serviço médico imediatamente.

Ebook: Dicas para manter uma boa convivência em condomínio

Como acontece a transmissão do COVID-19

Por se tratar de uma doença viral, a transmissão do COVID-19 acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo através de: 

  • Toque do aperto de mão;
  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador, etc. 

A transmissão desse vírus acontece muito facilmente e se espalha rapidamente, por isso, a importância do isolamento social. Inclusive, falamos dos cuidados que os condomínios devem ter com os papéis, que podem conter o vírus por até 24h. Confira aqui.

Para combatermos essa pandemia e a nossa rotina voltar ao normal o mais rápido possível, é preciso que cada condômino faça a sua parte e proteja, principalmente, as pessoas que pertencem aos grupos de riscos mais acometidos pela doença. 

Por isso, não deixe de compartilhar esse conteúdo com os seus grupos de condomínios para conscientizarmos o maior número de pessoas.

Implemente o Sistema Individual de Medição de Gás no seu condomínio: Mais economia e controle

Receba nossa
Newsletter: