contato@falandodecondominio.com.br

Gestão do Lixo em Condomínios

Gestão de Condomínio
Segundo dados do Banco Mundial, o Brasil é o 4o maior produtor de lixo plástico no mundo com 11,3 milhões de toneladas, mas apenas 145 mil toneladas (1,28%) são efetivamente recicladas. Os conjuntos habitacionais são considerados grandes produtores de lixo e a falta de gestão do lixo em condomínios é um assunto que precisa ser discutido. A conscientização dos síndicos e dos moradores a respeito dos impactos negativos gerados no meio ambiente pelo excesso do lixo é o primeiro passo para que as mudanças aconteçam. Por isso, confira a seguir as nossas dicas de como organizar a gestão do lixo no seu condomínio.

Como melhorar a gestão do lixo em condomínios

Para uma eficiente gestão do lixo em condomínios, síndicos e administradoras precisarão fazer um levantamento da quantidade de resíduos gerados para, então, desenhar um planejamento sério e bastante minucioso que irá mudar a relação dos condôminos com o lixo.  Com números e planejamento em mãos, uma assembleia deverá ser convocada para apresentar o tema aos moradores. É imprescindível oferecer um programa de coleta seletiva de resíduos, que conte com a separação de lixo orgânico e do material reciclável mostrando aos moradores os benefícios e os impactos positivos que esse novo hábito trará não só para o local, mas também para o mundo.

Definir o local de descarte

Com a pauta apresentada, discutida e aprovada, é hora de definir o local para descarte e armazenamento do lixo. O espaço deverá ser limpo, fechado e protegido do sol ou da chuva, organizado e muito bem sinalizado para evitar que os moradores cometam erros aos descartarem seus resíduos. Isso também evitará que ratos, mosquitos e baratas sejam atraídos pelo mau cheiro.

Conscientizar os condôminos

Muitas pessoas podem não entender a importância do descarte correto do lixo e, muito menos, como fazer esse descarte. Por isso, é importante informar aos moradores que a coleta seletiva obedece a Resolução do CONAMA nº 275 de 25 de abril de 2001, que estabelece o código de cores para os diferentes tipos de resíduos.

Regras para a gestão do lixo em condomínios

Apesar de o assunto não ser novo, muitas pessoas ainda têm dúvidas de como o lixo deve ser organizado e quais suas obrigações. Vamos esclarecer as principais a seguir. 

A seleção de lixo é obrigatória?

A seleção de lixo é uma exigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos desde 2011, quando a legislação entrou em vigor. Então, se uma cidade não possui programa oficial de coleta seletiva, o condomínio deve contratar ou fazer uma parceria com empresas ou cooperativas de reciclagem. Com isso, o lixo deve ser separado conforme suas características: 

Resíduos Recicláveis

  • Plásticos: garrafas pet, tubos de PVC, copos descartáveis, sacolas, potes, brinquedos, etc.
  • Papéis secos: embalagens longa vida, caixas de pizza, caixas de papelão
  • Metais: fios, tubos metálicos, arame, tampas, latas de bebidas, enlatados, pregos, etc.
  • Vidros: garrafas, potes de vidro de conserva, frascos, copos e vidros de janela.

Não recicláveis

  • Resíduos orgânicos: todo resíduo de origem vegetal ou animal. Exemplos: sobras de comida, casca de frutas, cascas de ovos, dejetos de animais, erva-mate, borra de café, corte de grama, cinzas e sementes.
  • Rejeitos: papel higiênico, guardanapos, papel laminado, lacres de iogurte, fraldas, absorventes, cotonetes, esponjas, rolhas, tecidos de limpeza, cigarro, etc.
  • Resíduos especiais/perigosos: pilhas e baterias, medicamentos, produtos eletrônicos, lâmpadas, óleo de cozinha e resíduos de obras.

Importante:

  • Todos os materiais devem ser higienizados antes de serem descartados;
  • Latinhas e garrafas plásticas devem ser amassadas antes de serem descartadas;
  • Óleo usado nunca deve ser jogado pelo ralo da pia. Ao invés disso, coloque-o em uma garrafa e leve-o até um coletor. Caso não seja possível, a garrafa deverá ser jogada no lixo não reciclável.
  • Pilhas e baterias também devem ter um recipiente especial, pois são tóxicas. No caso de vidro quebrado, embale-o em um jornal para evitar possíveis acidentes ao coletor.

Lixeiras pelo condomínio são permitidas?

Uma reclamação bastante comum nos condomínios é que o local para descarte do lixo fica longe e moradores com mobilidade reduzida (idosos, gestantes, pessoas com deficiência) acabam tendo mais dificuldade. Porém, o Corpo de Bombeiros não recomendam que lixeiras sejam instaladas nas escadas ou corredores do condomínio, pois podem impedir ou dificultar ação dos bombeiros no combate a incêndios. Caso o seu condomínio desobedeça essa recomendação, provavelmente, não conseguirá a liberação do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) e o síndico ainda poderá responder civil e criminalmente em casos de acidentes/ incêndios.  A conscientização e colaboração de todos os condôminos ajuda a manter a organização do lixo em condomínios, tornando a coleta mais fácil e segura de se ordenar. Por isso, compartilhe esse artigo no grupo de Whatsapp de condôminos.

Redação Portal

Redator

Acesse meu perfil

COMPARTILHE

Assine nosso newsletter

Inscreva-se para receber nossas novidades e promoções.